Aprenda o que é SINTEGRA e como sua empresa pode gerar esse arquivo que é essencial para sua prestação de contas ao Fisco!

O que é SINTEGRA? Ao pé da letra significa Sistema Integrado de Informações Sobre Operações Interestaduais com Mercadorias e Serviços, e é um software central que unifica as informações do contribuinte e as transfere para os fiscos estaduais, de acordo com o site da SEFAZ.

O SINTEGRA foi desenvolvido a partir de 1997 e implantado com a finalidade de consolidar o uso de sistemas informatizados para aprimoramento dos controles do Fisco e, também, simplificar o fornecimento de informações aos contribuintes.

Deste modo, através do SINTEGRA o Governo consegue ter acesso a todas as informações de compra e venda das empresas em todos os estados brasileiros, o que facilita a busca e o controle de irregularidades.

É uma obrigação de todos os contribuintes: que forneçam os documentos necessários que contenham os dados referentes a suas operações de compra e venda e/ou prestação de serviços, tanto internas quanto interestaduais.

JÁ SABEMOS O QUE É SINTEGRA… AGORA, COMO GERAR O ARQUIVO?

Para a geração do arquivo SINTEGRA, é preciso, primeiro, documentar as operações de venda da empresa por meio da emissão de Notas Fiscais Eletrônicas, por exemplo.

É com base nessas informações documentadas que os contribuintes conseguem transmitir dados precisos sobre todas as operações de compra e venda e/ou prestação de serviços – tanto internas quanto interestaduais.

Ao final do mês de exercício fiscal, as empresas devem gerar um arquivo magnético gravado em formato texto (.txt) com todos estes dados. Nele devem estar escriturados os seguintes documentos:

  • Nota Fiscal, modelos 1 e 1-A
  • Nota Fiscal de Venda a Consumidor, modelo 2;
  • Nota Fiscal de Produtor, modelo 4;
  • Nota Fiscal/Conta de Energia Elétrica, modelo 6;
  • Nota Fiscal de Serviços de Transporte, modelo 7;
  • Nota Fiscal Eletrônica, modelo 55;
  • Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica, modelo 65;
  • Conhecimento de Transporte Rodoviário de Cargas, modelo 8;
  • Conhecimento de Transporte Aquaviário de Cargas, modelo 9;
  • Conhecimento Aéreo, modelo 10;
  • Conhecimento de Transporte Ferroviário de Cargas, modelo 11;
  • Conhecimento de Transporte Eletrônico, modelo 57;
  • Conhecimento de Transporte Eletrônico para Outros Serviços (CT-e OS), modelo 67;
  • Nota Fiscal de Serviço de Comunicação, modelo 21;
  • Nota Fiscal de Serviço de Telecomunicações, modelo 22;
  • Cupom Fiscal;
  • Cupom Fiscal PDV;
  • Bilhete de Passagem Rodoviário, modelo 13;
  • Bilhete de Passagem Aquaviário, modelo 14;
  • Bilhete de Passagem e Nota de Bagagem, modelo 15;
  • Bilhete de Passagem Ferroviário, modelo 16;
  • Autorização de Carregamento e Transporte, modelo 24;
  • Despacho de Transporte, modelo 17;
  • Manifesto de Carga, modelo 25;
  • Ordem de Coleta de Carga, modelo 20;
  • Resumo Movimento Diário, modelo 18.

Após sua geração, este arquivo deve ser enviado aos fiscos estaduais – passando por um validador para verificar a consistência dos dados, observando o layout disposto na legislação.

o que é sintegra - validados sintegra
Validador SINTEGRA

ONDE GERAR O ARQUIVO SINTEGRA:

Bons softwares de gestão empresarial, como o DYGNUS PREMIER da Multilógica, possuem total adequação às exigências do fisco em relação à geração do arquivo SINTEGRA!

Fale com o nosso setor Comercial e agende agora mesmo uma demonstração de nossos sistemas de venda e gestão!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *